7 de jul de 2009

REZA DE MÃO SEPARADA

Tenho andado cansado
Queria um conselho
O que fazer com ela ?

Agente briga todo dia
Ja não há mais alegria
E quando a mando embora
É que eu corro atrás
O que fazer com ela, o que fazer de mim...

Eu caminho olhando pro chão
Até alguém me esbarrar
Então é melhor ir por outra rua

Onde ninguém mais passa
Não tem casa, não tem praça
Só prédios antigos de ninguém
O que fazer de mim, o que fazer de mim...

Não tenho santos pra rezar
A minha reza é aceitar um dia a mais

Como se eu fosse um fantasma
É que me olha e não vê nada
Como se nada aconteceu

O que fazer de mim, o que fazer de mim...


http://tramavirtual.uol.com.br/letra.jsp?idMusica=247609
apropriado por matheus matheus

Um comentário:

ana f. disse...

hoje eu te vi na rua