5 de nov de 2009

Corpo Histérico

Você não precisa dizer mais nada
Que ainda consigo escutar
O som do vazio das suas palavras de adeus
Que seus olhos não param de gritar:

Pra onde você vai agora?
Por onde irei te procurar?
No futuro da minha memória
Você está comigo em todo lugar

Todo o meu corpo em total histeria
Sussurra esse grito no ar
Sempre repete a mesma melodia
Que muda de cor sem parar

Pra onde você vai agora?
Por onde irei te procurar?
No futuro da minha memória
Você está comigo em todo lugar

Você me acusa de nunca saber
Como entender suas leis
Mas, como é que eu pude deixar me perder
Se eu nunca sequer me encontrei?

Pra onde você vai agora?
Por onde irei te procurar?
No futuro da minha memória
Você está comigo em todo lugar

Nenhum comentário: